Como Fazer Leite Vegetal?

Como Fazer Leite Vegetal

Como Fazer Leite Vegetal? Você conhece o potencial dos vegetais para a produção de leites? Aqui você vai aprender 10 receitas de leites vegetais para fazer em casa.

Beber leite de vaca pode não ser saudável para o consumo humano, sendo que é um leite extremamente gorduroso e que foi produzido para que o bezerro, um ser pequenino, se transforme em uma vaca enorme em pouco tempo. Se você pensar bem, não pode ser algo que traz benefícios à saúde.

Já os leites vegetais, são ricos em cálcio, ferro, minerais e vitaminas, são fontes de energia e fazem bem ao organismo. Vamos aprender algumas receitas de leites vegetais?

Como Fazer Leite Vegetal?

Leite de Inhame

  • 1 inhame
  • 1 xícara de água mineral
Cozinhar o inhame (se quiser). Escorrer. Colocá-lo no liquidificador com a água mineral e bater. Coar e servir.
O leite de inhame pode ser feito com o inhame cru, porém, algumas pessoas (raramente) podem sentir um leve formigamento na boca. Isso acontece devido à presença de ácido oxálico no inhame. Para garantir que isso não aconteça, ferva o leite ou cozinhe o inhame antes de batê-lo. Dos dois jeitos dá certo.

Leite de Quinoa

  • 1 copo de quinoa
  • 3 copos de água mineral
Deixe a quinoa de molho por, pelo menos, 4 horas. Escorra. Bata no liquidificador com os 3 copos de água filtrada. Coe e sirva.
Leite de girassol
  • 1 copo de sementes de girassol(sem sal)
  • 4 copos de água mineral

Deixe as sementes de molho por, pelo menos, 8 horas em água comum. Escorra. Coloque-as no liquidificador com a água filtrada e bata. Coe com um filó.

Leite de gergelim

  • 1 litro de água mineral
  • 3/4 xícara de gergelim sem casca

Deixe o gergelim de molho por, pelo menos, 4 horas. Bata com a água filtrada no liquidificador por alguns minutos e coe. O que ficar na peneira pode ser usado para fazer patê, acrescentando temperos e azeite. O gosto do leite de gergelim é um pouco mais forte que os demais leites. Cada pessoa precisa sentir a quantidade de água ideal para ela.

Leite de amêndoas
  • 30 a 50 g de amêndoas cruas
  • 1 litro de água mineral
Bata as amêndoas com água no liquidificador e coe com um coador fino ou filó.
A amêndoa pode ser deixada de molho por 4 horas, para que o leite fique mais digestivo. Nesse caso, deixe-a de molho e antes de bater, troque a água.
Leite de arroz
  • arroz cozido, sem sal
  • água mineral
  • fava de baunilha  

Cozinhe o arroz, normalmente, em água e com a fava de baunilha. Retire do fogo e bata com água mineral até o arroz se desfazer. A grossura do leite é você quem decide: pode ser mais ralo (acrescente mais água) ou mais grosso. Você pode coar se quiser. Outra opção é fazer o arroz sem a baunilha e, quando colocá-lo no liquidificador, acrescentar essência de baunilha e açúcar mascavo.

Leite de soja

  • 2 xícaras de soja crua em grão
  • 6 xícaras de água fervendo
  • água para deixar de molho

Deixe a soja de molho durante a noite em água. Escorra. Bata a soja com a água fervendo (ou bem quente) no liquidificador. Coe e coloque o líquido numa panela. Leve para ferver por alguns minutos. Está pronto.

Leite de macadâmia
  • 50 g macadâmias cruas
  • 1 xícara de água potável

Bata no liquidificador e coe.

Leite de castanha do Pará

  • 1 xícara de castanhas do Pará
  • 1 litro de água mineral
Deixe a castanha de molho por, pelo menos, 8 horas ( de um dia para o outro estará bem). Escorra. Coloque no liquidificador e acrescente a água potável. Bata e coe.

Leite de Aveia 

  • 1 xícara de aveia
  • 2 xícaras de água mineral

Deixe 1 xícara de aveia de molho por duas horas em 2 xícaras com água fria. Bata no liquidificador e coe numa peneira ou num pano fino. Em seguida acrescente meio litro de água quente, uma pitada de sal. Servir quente ou frio.

As bebidas ou leites vegetais podem apresentar várias vantagens e propriedades diferentes em relação aos leites animais. Confira abaixo algumas vantagens do consumo de bebidas vegetais:

1. Podem ser consumidos por qualquer pessoa, desde que a mesma não apresente alergia ao vegetal utilizado para fazer o leite;

2. São ótimas opções de hidratação para se tomar ao longo do dia;

3. Para dietas com restrição de leite animal podem funcionar como substitutos em receitas como bolos, pães, cremes, tortas e outras;

4. Não possuem gorduras saturadas, portanto não aumentam o colesterol ruim;

5. São fontes de minerais como o potássio e vitaminas do complexo B;

6. Dependendo do vegetal utilizado para o preparo são ótimas fontes de fibra.

Seguindo uma alimentação saudável e balanceada, os leites vegetais podem complementar a sua dieta. Lembrando que cada pessoa pode ter necessidades especificas para o consumo de nutrientes diários.